Como agir com um dependente químico


Como agir com um dependente químico

Quando alguém se vicia em alguma substância química, isso pode ter um impacto negativo não só em sua vida, mas também na de seus familiares e amigos. Se você conhece alguém assim, ou suspeita que alguém pode ter seguido esse caminho, você certamente vai querer ajudá-lo, mas a hostilidade e a fuga da questão pode trazer dúvidas sobre como agir com um dependente químico. O caminho para a recuperação é longo e difícil, e isso inevitavelmente irá impactar a vida de todos, de forma que o acompanhamento profissional se faz necessário.

As reações mais comuns de um dependente químico quando abordados por alguém sobre suas condutas são a negação, a raiva ou eles simplesmente desconversam sobre o assunto. Parte da dificuldade de tomar alguma atitude parte do fato que raramente um viciado reconhece que tem um problema que precisa ser solucionado. Nesses casos, a pessoa pode passar a te evitar ou evitar falar de seus problemas, do contrário, se sentirá atacado e poderá reagir de forma violenta ou raivosa se você insistir no assunto. O uso de substâncias químicas muda a personalidade da pessoa, de forma que você pode esperar essas reações mesmo de quem sempre foi extremamente amável.

Seja como for, lembre-se que essa pessoa é doente, e que não é ela que está tendo essas reações, mas a droga é que afeta o seu sistema nervoso e a faz agir assim. Portanto, tenha calma ao se aproximar dela e demonstre todo o seu amor e seu apoio. Muitas vezes os drogados não se abrem por medo de serem isolados do convívio em família ou em sociedade devido aos seus problemas. Dessa forma, ao demonstrar seu interesse em apoiá-lo, ouvir o que ele pensa e se dispor a ajudá-lo, sem julgamentos, pode fazer com que ele vá, aos poucos, se abrindo e concorde em buscar o tratamento adequado.

Nesse sentido, jamais aponte o dedo. Não o faça se sentir culpado ou envergonhado de seus atos. Isso só o afastará de você e destruirá sua autoestima, o que pode fazer com que ele busque conforto nas drogas, e isso é exatamente o que você não quer. É claro que é compreensível que você pode ter se sentido ofendido ou magoado em algum momento, e que a confiança entre vocês pode ter sido quebrada. Entretanto, é importante entender que dar prevalência a esses sentimentos pode fazer com que você destrua as chances que essa pessoa tem de se recuperar. Portanto, lembre-se do vínculo entre vocês e tente engolir tudo isso para conseguir ajudá-lo.

O mais importante de tudo é se manter positivo e cuidar de sua própria saúde. Passar por tudo isso requer energia e a situação pode se manter pesada por um tempo, requerendo que você esteja bem fisicamente, mentalmente e espiritualmente para suportar tudo e conseguir auxiliar a pessoa querida da melhor maneira possível. Por isso, alimente-se bem, durma horas suficientes, pratique exercícios físicos e, se necessário, procure uma terapia. Buscar ajuda para si próprio também faz parte de ajudar os outros.